Pedidos de cidadania portuguesa por brasileiros subiram 141%.

O número de pedidos anuais de cidadania portuguesa feitos por brasileiros aumentou 141% de 2010 a 2020. Passou dos 24 mil para 58 mil, informou o Ministério da Justiça português.

Creditas levanta US$ 260 mi para consolidar crédito

Preparando terreno para uma oferta pública inicial de ações (IPO), a fintech brasileira Creditas anunciou o recebimento de um aporte de US$ 260 milhões, que eleva a avaliação de mercado da empresa para US$ 4,8 bilhões.

Receita arrecada recorde de R$ 1,8 tri em 2021

A Receita Federal encerrou 2021 com uma arrecadação recorde de R$ 1,8 trilhão, um aumento real de 17,3% em relação a 2020 –- ano mais afetado pela pandemia da Covid-19.

Superado por Itaú, Nubank agora perde para o Bradesco

Quando o Nubank estreou na Bolsa de Nova York, muita gente achou exagerado que a instituição tivesse um valor de mercado maior que o do Itaú, que tem um patrimônio várias vezes superior e dá mais de R$ 20 bilhões de lucro por ano, enquanto a fintech ainda

País tem déficit de US$ 28 bi nas contas externas

O Brasil registrou déficit em suas transações correntes de US$ 5,891 bilhões em dezembro, conforme divulgado nesta quarta-feira pelo Banco Central. A autoridade monetária estimava déficit de US$ 6,8 bilhões. No mesmo mês de 2020, o saldo da conta corrente

Dinheiro esquecido nos bancos e o que importa no mercado

O desempenho de dois fundos do mercado americano marcados pelas diferenças entre suas estratégias de investimento ajuda a ilustrar a mudança dos ventos nas Bolsas dos EUA.

Anvisa reclama de falta de proteção da PF contra ameaças

Apesar de já ter recebido mais de 300 ameaças contra seus funcionários e suas instalações e de já ter feito dois pedidos de proteção ao Ministério da Justiça e à Polícia Federal desde novembro, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária não recebeu nenhum

Frentes de trabalho seriam opção para políticas de emprego

O colunista Pedro Fernando Nery, de O Estado de S. Paulo, escreve que uma vaga de trabalho sem vínculo trabalhista, sem encargos, sem direito a FGTS ou a férias, nem à indenização em caso de desligamento. A remuneração anualizada é abaixo do salário-mínim