bookflare

Novo 'Refis' terá R$ 56 bi em débitos renegociados

O governo estima que até 3,5 milhões de empresas e contribuintes possam aderir ao novo programa de renegociação de dívidas tributárias, lançado nesta quarta-feira, 17, e que R$ 56 bilhões em débitos sejam renegociados.

bookflare

Anatel precisa desideologizar o leilão da tecnologia 5G

A colunista Maria Inês Dolci, da Folha de S. Paulo, escreve que mesmo depois do coronavírus, muitos de nossos novos hábitos digitais permanecerão.

bookflare

Anbima espera hoje corte de 0,75 p.p. na taxa Selic

O grupo consultivo macroeconômico da Associação Brasileira das Entidades dos Mercados Financeiro e de Capitais (Anbima) espera um corte de 0,75 ponto percentual na taxa Selic pelo Comitê de Política Monetária do Banco Central, que anuncia hoje sua decisão

bookflare

Curva de mortes pelo Covid-19 se estabiliza

O Brasil completa hoje três semanas com o ritmo de registro de mortes por Covid-19 entrando em estabilização. Quando se considera uma média semanal de óbitos (para descontar os atrasos de notificação dos finais de semana).

bookflare

Teto de gastos causará asfixia à economia do país

A economista Monica De Bolle anota em artigo em O Estado de S. Paulo que a glicólise é uma via metabólica pela qual se extrai energia da glicose. Trata-se de mecanismo presente na maioria dos seres vivos, sobretudo por ser processo anaeróbico.

bookflare

Trainees de ditadores e as lições de “Fahrenheit-451”

O colunista Helio Beltrão, da Folha de S. Paulo, registra que no livro “Fahrenheit 451” (1953), o escritor Ray Bradbury descreve um futuro distópico no qual livros são proibidos e queimados pelo Corpo de Bombeiros.

bookflare

EUA flexibilizam acordos entre Huawei e empresas americanas

O Departamento de Comércio dos Estados Unidos anunciou que permitirá que empresas americanas trabalhem com a Huawei na definição de padrões para redes 5G, apesar da contínua repressão de Washington à empresa chinesa.

bookflare

Dólar comercial tem queda firme com ajuda do exterior

Os mercados brasileiros de câmbio e juros pegam carona nesta terça-feira na recuperação dos ativos de risco no exterior, ajudando a tirar prêmio do dólar e taxas futuras.