BLOG

FMI aponta riscos para o Brasil por conflito comercial dos EUA

18/07/2018

FMI aponta riscos para o Brasil por conflito comercial dos EUA


A diretora-gerente do Fundo Monetário Internacional (FMI), Christine Lagarde, apontou que o Brasil pode correr riscos devido aos conflitos na área comercial, promovidos pelos Estados Unidos.

O governo do presidente Donald Trump não apresentou metas específicas contra o Brasil, mas os embates do mandatário na área comercial estão exacerbando uma situação considerada complicada em vários mercados.

“O aumento das taxas de juros nos EUA pressionou muitas economias em desenvolvimento, incluindo o Brasil e a Turquia”, afirmou Lagarde ao tratar de um estudo sobre riscos envolvendo os países do G-20.

Segundo ela, os investidores retiraram mais de US$ 14 bilhões de mercados emergentes em maio e junho. “Em resposta, os formuladores de políticas em vários mercados emergentes aumentaram as taxas de juros e alguns intervieram diretamente para apoiar sua moeda nacional.”

Lagarde apontou que a maior parte da pressão tem sido limitada a alguns países, como a China. Mas as taxas de juros dos EUA continuam subindo, revelando um risco de que mais países podem enfrentar pressões.

O FMI sugeriu a esses países que utilizem algumas ferramentas. Uma delas seria atuar para manter flexíveis as taxas de câmbio. Com isso, elas funcionariam como um amortecedor para ajudar os países a resistirem à saída de dinheiro dos investidores.

Outra sugestão é de os países procurarem evitar o crescimento excessivo do crédito, o que poderia gerar outra crise. Lagarde ressaltou que, com altos níveis de dívida em muitos países, a política fiscal deve ser usada para preservação e para reconstrução.

“O FMI continuará a fornecer orientação nesta área e estamos comprometidos em fazer tudo que podemos para ajudar nossos membros a fortalecer suas economias e aumentar resiliência em face de ventos contrários”, concluiu Lagarde. (do Valor Econômico)





Cursos