BLOG

STJ mantém presidente da Fecomércio do Rio afastado

16/03/2018

STJ mantém presidente da Fecomércio do Rio afastado


A Primeira Turma do Superior Tribunal de Justiça (STJ) manteve a validade da intervenção da direção nacional do Sesc e do Senac nas unidades no Rio. Com isso, o presidente afastado da Fecomércio-RJ, Orlando Diniz, atualmente preso, e seus principais auxiliares continuam proibidos de voltar ao comando das duas entidades.

A defesa de Diniz alegou que, na segunda-feira (12), ele se afastou da direção da Fecomércio e, por isso, não haveria mais motivo para manter a intervenção.

Do ponto de vista regimental, o presidente da Fecomércio assume as unidades locais do Sesc e do Senac. Caso o argumento fosse aceito, estaria aberto o caminho para que o primeiro vice-presidente da Fecomércio, Antônio Florêncio Queiroz, assumisse a direção, pondo fim à intervenção.

O STJ não analisou o mérito do processo, deixando a legalidade da intervenção para ser julgada pela Justiça do Rio.

Orlando Diniz foi preso em 23 de fevereiro, na operação Jabuti, desdobramento da Lava-Jato no Rio.

De acordo com o Ministério Público Federal, a Fecomércio-RJ participou de um esquema de desvio e lavagem de dinheiro em parceria criminosa com o ex-governador do Estado Sérgio Cabral (MDB).

O grupo operava com funcionários fantasmas e contratos irregulares com escritórios de advocacia. (do Valor Econômico)





Cursos